Conhecimento dos cuidadores de indivíduos com lesão medular sobre prevenção de úlcera por pressão

Autores/as

  • Paula Cristina Nogueira Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica.
  • Simone de Godoy Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP), Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem
  • Isabel Amélia Costa Mendes Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP), Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem
  • Daiane Leite da Roza Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Palabras clave:

Úlcera por pressão, traumatismos da medula espinhal, cuidadores, prevenção e controle, educação em enfermagem

Resumen

Estudo descritivo exploratório que teve como objetivos identificar as características sociodemográficas das pessoas com lesão
da medula espinhal (LME) e de seus cuidadores familiares e avaliar o conhecimento dos cuidadores sobre prevenção de úlcera por
pressão (UPP). Participaram do estudo 47 pessoas com LME e 47 cuidadores que responderam a um teste de conhecimento sobre
prevenção de UPP. Esse teste é composto por questões fechadas com opções de resposta: V = verdadeiro, F = falso e NS = não
sei. Para análise estatística dos dados, foi utilizado o PROC TTEST do Software SAS® 9. Dos indivíduos com LME, 80,8% eram do sexo
masculino, idade média de 41,6 anos e 57,5% tiveram lesão medular traumática. Quanto aos cuidadores, 89,3% eram do sexo feminino,
com média de idade de 44 anos, 76,6% casados. A porcentagem média de acertos no teste de conhecimento foi de 67,8% (DP =
14,8), o mínimo foi 14,3% e o máximo foi 88,5%, o que demonstrou conhecimento insuficiente relacionado com a prevenção de UPP. A
porcentagem de acertos no teste foi menor conforme o aumento da idade. A identificação dos déficits de conhecimento dos cuidadores
sobre a temática permite ao enfermeiro realizar um planejamento de estratégias educativas para prevenção de UPP.

 

DOI: 10.5294/aqui.2015.15.2.3

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Paula Cristina Nogueira, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica.

Enfermeira. Doutor em Ciências e Pós-doutorado pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP), Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. Professor Doutor da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica.

Simone de Godoy, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP), Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem

Enfermeira. Doutor em Ciências. Professor Doutor da EERP-USP. Departamento de Enfermagem Geral e Especializada.

Isabel Amélia Costa Mendes, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP), Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem

Enfermeira. Doutor em Enfermagem. Professor Titular da EERP-USP. Departamento de Enfermagem Geral e Especializada.

Daiane Leite da Roza, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Bacharel em Estatística. Doutoranda da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Descargas

Publicado

2015-06-26

Cómo citar

Nogueira, P. C., Godoy, S. de, Mendes, I. A. C., & Roza, D. L. da. (2015). Conhecimento dos cuidadores de indivíduos com lesão medular sobre prevenção de úlcera por pressão. Aquichan, 15(2). Recuperado a partir de https://aquichan.unisabana.edu.co/index.php/aquichan/article/view/3492

Número

Sección

Artículos