Conocimiento de puérperas acerca del método de amenorrea de la lactancia como recurso anticonceptivo

Autores/as

  • Jamile Lopes de Moraes Moraes Universidade Federal do Ceará
  • Paula Medeiros Machado Carrion Universidade Federal do Ceará
  • Jéssica Lourenço Carneiro Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Raylla Araújo Beserra Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Ana Kelve Castro Damasceno Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Escolástica Rejane Ferreira Moura Universidade Federal do Ceará

Palabras clave:

Lactancia, amenorrea, conocimiento, obstetricia, embarazo

Resumen

Objetivo: verificar el nivel de conocimiento de puérperas acerca del método de amenorrea de la lactancia (MELA) como recurso anticonceptivo. Materiales y método: investigación transversal realizada con 278 puérperas internadas en una maternidad de referencia de Fortaleza (Ceará, noreste de Brasil), de febrero a mayo del 2012. Resultados: se encontró que 131 (47,1%) habían oído sobre el MELA y, de ellas, 58 (44,3%) declararon conocerlo antes del embarazo y 56 (42,7%) en el prenatal; 94 (71,6%) puérperas no creen en su eficacia y 100 (76,3%) desconocían los criterios para uso seguro. La fuente de informaciones acerca del método para 43 (32,8%) puérperas fue amigos, familiares o conocidos, es decir, de modo informal, y 71 (54,1%) no recibieron orientación de profesionales de la salud. Conclusiones: vacíos en el conocimiento de puérperas generan bajo uso y uso incorrecto del MELA; igualmente se destaca el elevado porcentaje de puérperas sin orientación por parte de profesionales de la salud.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Jamile Lopes de Moraes Moraes, Universidade Federal do Ceará

Enfermeira graduada pela Universidade Federal do Ceará. Especialista em Obstetrícia pela Universidade Estadual do Ceará. Mestre em Enfermagem com área de concentração em Promoção da Saúde, pela Universidade Federal do Ceará. Enfermeira da Neonatologia da sala de parto da Maternidade Escola Assis Chateubriand (MEAC). Preceptora do Curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica MS/Rede Cegonha CEEO/UFC/UFMG. Fortaleza, CE, Brasil.

Paula Medeiros Machado Carrion, Universidade Federal do Ceará

Enfermeira. Especialista em Obstetrícia. Especialista em Saúde da Família. Atualmente é enfermeira obstetra na Equipe Maiêutica de apoio ao parto e servidora pública do município de Horizonte-CE, atuando como enfermeira na Maternidade, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Venâncio Raimundo de Sousa.

Jéssica Lourenço Carneiro, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em 2013.2. Na graduação, foi Bolsista remunerado de Iniciação Cientifica PIBIC/UFC durante três anos e monitora do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde-MS) pelo Ministério da Saúde. Atualmente, é Enfermeira Residente do Hospital Infantil Albert Sabin pela Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará, com ênfase em Pediatria.

Raylla Araújo Beserra, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Graduanda em Enfermagem pela Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente é Bolsista do Programa de Educação Tutorial - PET/MEC-SESu. Integrante do Projeto de Pesquisa Enfermagem na Promoção da Saúde Materna Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Promoção da Saúde e Saúde da Mulher.

Ana Kelve Castro Damasceno, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Possui Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará/UFC (2005), Mestrado em Enfermagem pela UFC (2002), Especialista em Enfermagem Obstétrica/UFC (2000) e Especialista em Saúde da Família/UFC (1999). Atualmente é Professora Associado I da Universidade Federal do Ceará do curso de Enfermagem a nível de graduação e membro do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem a nível de mestrado e doutorado. Coordenadora Didático-Pedagógica da Residência em Enfermagem Obstétrica- RESENFO/UFC e do Curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica MS/Rede Cegonha CEEO/UFC/UFMG. Coordena o grupo de pesquisa/CNPq: Enfermagem na Promoção da Saúde Materna. Coordena o projeto de Extensão (Projeto Integrado de Educação em Saúde na Comunidade- PIESC/PREX/UFC). Membro da diretoria da Associação Brasileira de Enfermeiros Obstetras - ABENFO, secional Ceará. Atualmente vem exercendo a função de Tutora do Programa de Educação Tutorial-PET/Enfermagem UFC do MEC/SESU desde janeiro de 2009.

Escolástica Rejane Ferreira Moura, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará (1988); Especialização em Perinatologia (1999), Mestrado em Enfermagem (2001) e Doutorado em Enfermagem (2003), pela Universidade Federal do Ceará. Professora Associado I da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará (2004-2013, aposentada). Professora do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) (2004-atual). Consultora para a JHPIEGO Corporation an affiliate of Johns Hopkins University no Programa de Prevenção e Controle do HIV/Sida e na Estratégia de Implantação de Enfermarias Modelo, em Moçambique, desde 2004-atual.

Descargas

Publicado

2015-09-28

Cómo citar

Moraes, J. L. de M., Machado Carrion, P. M., Carneiro, J. L., Beserra, R. A., Damasceno, A. K. C., & Ferreira Moura, E. R. (2015). Conocimiento de puérperas acerca del método de amenorrea de la lactancia como recurso anticonceptivo. Aquichan, 15(4). Recuperado a partir de https://aquichan.unisabana.edu.co/index.php/aquichan/article/view/3948

Número

Sección

Artículos