Relação familiar da pessoa idosa com comprometimento da capacidade funcional

Autores/as

  • Luana Araújo dos Reis Universidade Federal da Bahia
  • Nadirlene Pereira Gomes Universidade Federal da Bahia
  • Luciana Araújo dos Reis Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Tânia Maria de Oliva Menezes Universidade Federal da Bahia
  • Telmara Menezes Couto Universidade Federal da Bahia
  • Aline Cristiane de Souza Azevedo Aguiar Universidade Federal da Bahia
  • Margarida da Silva Neves de Abreu Escola Superior de Enfermagem do Porto.

Palabras clave:

Idoso, relações familiares, incapacidade funcional, Enfermagem

Resumen

Objetivo: compreender a relação familiar da pessoa idosa com comprometimento da capacidade funcional. Materiais e métodos: estudo exploratório e descritivo de abordagem qualitativa, fundamentado no método da história oral, realizado com 15 pessoas idosas assistidas por uma unidade de saúde da família, residentes com familiares e que apresentavam comprometimento da capacidade funcional. Os dados foram coletados no período de março a abril de 2012, por meio de entrevistas em profundidade. As categorias temáticas foram: bom relacionamento familiar, mudanças na relação familiar, sentindo-se um incômodo para a família, sentindo-se abandonado
pela família. Resultado: o estudo revelou que as pessoas idosas com comprometimento da capacidade funcional vivenciam sentimentos variados, que vão desde a alegria, por serem respeitadas e terem suas necessidades atendidas, à tristeza e revolta, pela adaptação negativa da família e o abandono dos filhos. Conclusão: a relação familiar da pessoa idosa passa por reajustes após o comprometimento da capacidade funcional, o que repercute significativamente na dinâmica das relações. A partir dessa compreensão, os profissionais de saúde, sobretudo de enfermagem, devem reconhecer os desafios enfrentados pela família, orientá-la e capacitá-la para o atendimento às demandas de cuidado apresentadas pela pessoa idosa com comprometimento da capacidade funcional, e favorecer a realização do cuidado sem que haja desgaste das relações.

 

DOI: 10.5294/aqui.2015.15.3.7

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Luana Araújo dos Reis, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, nível Doutorado, da Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Nadirlene Pereira Gomes, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Luciana Araújo dos Reis, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Fisioterapeuta. Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunta da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Jequié, BA, Brasil.

Tânia Maria de Oliva Menezes, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Telmara Menezes Couto, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta da Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Aline Cristiane de Souza Azevedo Aguiar, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, nível Doutorado, da Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Margarida da Silva Neves de Abreu, Escola Superior de Enfermagem do Porto.

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Coordenadora da Escola Superior de Enfermagem do Porto, Porto, Portugal.

Descargas

Publicado

2015-08-12

Cómo citar

Araújo dos Reis, L., Pereira Gomes, N., Araújo dos Reis, L., de Oliva Menezes, T. M., Menezes Couto, T., de Souza Azevedo Aguiar, A. C., & da Silva Neves de Abreu, M. (2015). Relação familiar da pessoa idosa com comprometimento da capacidade funcional. Aquichan, 15(3). Recuperado a partir de https://aquichan.unisabana.edu.co/index.php/aquichan/article/view/5359

Número

Sección

Artículos